A rápida disseminação do coronavírus (COVID-19) pelo mundo constitui um desafio aos sistemas de saúde, consequentemente, são necessárias a adoção de medidas como o distanciamento social, restrição de circulação e aglomeração de pessoas, visando reduzir a velocidade de propagação da COVID-19. No entanto, essas medidas têm o efeito imediato em diversos setores econômicos, tendo como resultado uma queda forçada de demanda de consumo e produção, gerando desemprego e suspensão ou redução dos contratos de trabalho. 

Para minizar esses efeitos do isolamento social, diversas medidas de enfrentamento e mitigação dos efeitos socioeconômicos da pandemia precisam ser implementadas.

MEDIDAS DE ESTÍMULO SOCIAL

No campo social, o Estado de Minas Gerais vem implementando diversas políticas com foco na proteção social que são fundamentais nesse período de pandemia e buscam compensar temporariamente o colapso de renda e dar amparo aos trabalhadores e seus dependentes.

 MEDIDAS DE ESTÍMULO ECONÔMICO

No campo econômico, foram implementadas pelo Estado de Minas Gerais, políticas de suporte às empresas que têm como foco a manutenção de seu capital humano, físico e organizacional durante o período mais agudo da pandemia.